A MELHOR ESCOLHA (Last Flag Flying )

Perdoem o trocadilho, mas A Melhor Escolha é sem dúvida uma ótima escolha para quem está a fim de pegar um cinema que seja diversão, mas não apenas. Larry (Steve Carell), Sal (Bryan Cranston, indicado ao Oscar por Trumbo) e Mueller (Laurence Fishburne), três ex-companheiros que serviram no Vietnã, levam o espectador por uma jornada... Continuar Lendo →

Anúncios

Estreia: O PASSAGEIRO (The commuter)

Não espere nada de O Passageiro além do que pode oferecer um filme dito de ação, daqueles muito manjados. Ainda que ele tente te enganar com falsas promessas. Começa apresentando a rotina do vendedor de seguros Michael MacCauley (Liam Neeson), numa edição tipo “compacto dos melhores momentos”, que até funciona bem. O espectador faz um... Continuar Lendo →

Estreia: PADDINGTON 2

  Não tenha medo de se render à fofura de Paddington. O filme é muito mais que fofo. Com um ótimo roteiro, as aventuras do ursinho peruano adotado pela família Brown vão prender a atenção do espectador até o último dos seus 104 minutos de duração. Em sua jornada para conseguir juntar dinheiro e comprar... Continuar Lendo →

Estreia: RODA GIGANTE (Wonder Wheel )

  Ao entrar no cinema e acomodar-se em sua poltrona, o espectador mergulha, pelo olho da câmera, no universo da Roda das Maravilhas, a Wonder Wheel de Woody Allen. Uma ironia, bem ao gosto do diretor. Na verdade, o que vemos é um parque já meio decadente em Coney Island, ainda que a roda gigante... Continuar Lendo →

Estreia: O ESTADO DAS COISAS (Brad’s status)

A costumeira ineficiência em traduzir títulos de filmes se manifesta, mais uma vez. A opção dos nomeadores de plantão para “Brad’s status” é inadequada não só porque não traduz o sentido do título original, centrado no personagem, mas ainda rouba a conexão com as redes sociais que alimentam a obsessão de Brad (status sequer é... Continuar Lendo →

Estreia: SOUNDTRACK

O SOM INTERIOR: Num mundo dominado por imagens, Soundtrack propõe direcionar o foco para outro sentido, ainda que seu protagonista, Cris, seja um fotógrafo. Encarnado pelo sempre afinado Selton Mello, Cris viaja a “outro planeta”, o Ártico, onde pretende fazer selfies enquanto ouve uma determinada trilha sonora. A ideia do artista é que, ao ver... Continuar Lendo →

NEVE NEGRA: Tá quente, tá frio

Se a cinematografia hermana fosse a tabela do Brasileirão, Neve Negra  estaria naquela meiuca, perigando cair para a zona de rebaixamento. Um filme que destoa, em qualidade dramatúrgica, da recente produção argentina. Talvez tenhamos ficado mal acostumados. Claro, não esperamos que toda hora surja nas telas algo do nível de O segredo dos seus olhos... Continuar Lendo →

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑